29 de Abril de 2011 ♥

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Dia dos Namorados (:

Há tempos, achei que a felicidade era algo impossível de alcançar...não acreditava em histórias de amor, com finais felizes. Passei bastante tempo a viver numa pura ilusão, sem me lembrar do outro mundo.
No meio de tudo isto, conheci-te, da maneira mais parva.. Chamava-te de meu pai, lembras-te? Sempre falei contigo, mas nunca com outras intenções, nunca pensando que um dia poderia ser a tua namorada. Aproximaste-te demasiado de mim, e eu querendo também aproximar-me de ti, mas ao mesmo tempo sabendo o que ia acontecer...dizia-te que não. E isto repetiu-se imensas vezes... sentia-me mal comigo mesma por não poder ser aquilo que querias que eu fosse para ti, como um monstro... Mas ao mesmo tempo sentia-me 'bem', pois sabia que uma relação entre nós não resultaria, e que eu acabaria por te magoar, e que se me afastásse de ti seria melhor para ti. Por mais que me custásse ver-te assim, eu gostava mesmo muito de falar contigo, compreendias sempre tudo, e nunca deixáste de lado o teu humor (: .
Sempre te fui sincera, e peço desculpa pelas vezes que te iludi...Eu queria seguir em frente, mas deixei-me levar pelo medo e talvez até pela obcessão, deixando-te sempre em baixo.
Resolvi superar-me a mim mesma e deixar-me daquilo que me assustava. Fui forte, talvez de uma maneira que eu nem sei explicar. Como se tivesse nascido de novo, eu dei-te uma oportunidade. E pela primeira vez, deixei-me levar! No dia 21 de Janeiro de 2010, eu aceitei um compromisso. O compromisso de estar a teu lado, todos os dias e de partilhar tudo o que sinto contigo! Foste sempre tão paciente, tão compreensível. Algo que muitas das pessoas não tem. Sempre achei a nossa relação (tanto como amigos, tanto como namorados) muito engraçada. Muitas coisas que supostamente deviamos falar, ja tinhamos falado, muitas coisas que era suposto nós conhecermos, já conhecíamos. As más reacções nunca existiram, até agora.. é como se já conhecêsse parte de ti, e tu, parte de mim. Tenho a certeza que pensaste no facto de eu ter 12 anos, e tu 18, pensaste tu, pensei eu e pensaram os outros.. Mas como és diferente de todos, deixas-te de parte esse facto e seguiste em frente, o que me admirou mesmo! Os dias foram passando e eu fui descobrindo que tu tinhas mudado a minha pessoa.
Devolveste-me o sorriso, que há muito tempo mesmo não era soltado de uma maneira tão verdadeira!
Fizeste-me sentir a liberdade e a força dentro de mim! Fizeste-me acreditar de novo na felicidade! Conheci-a finalmente, e sei agora aquilo que ela causa em todos os que a sentem. Todos os segundos contigo são incríveis!
Quando me abraças, sinto-me segura, isolada do mundo! Quando me beijas, foco-me apenas em ti, e na tua forma tão carinhosa de dizer 'Amo-te' com um simples gesto! Adoro quando olhas para mim, e sem dizeres nada sorris, de uma maneira tão natural. Adoro quando apertas a minha mão, como se apenas quisésses dizer "Eu estou a teu lado!". Quando mandas aquelas indirectas, que eu percebo tão bem, e como resposta eu apenas me começo a rir.
Desculpa se muitas vezes não posso estar contigo, ou até se não posso ser a pessoa que tu querias que eu fosse.
Desculpa as vezes em que não te respondo.. mas tu sabes a resposta.
Quero que a nossa relação dure até aos 80 anos, como costumas dizer :b Quero continuar a teu lado, a subir e descer ruas -.-
Quero que continues a chamar-me "pequenina" apesar de não o ser -.-
Não sei mais o que dizer... Só quero estar contigo, mais e mais vezes *.* E de preferência a fazer outra coisa que não "subir e descer ruas" (Cuidado com o que vais pensar) xD

Amo-te David Calisto *.*

2 + 1?:

Anónimo disse...

Incrível! Pelo que percebi, esta relação ja acabou. Mas se gostas ainda dele, pelo que vejo aqui escrito, gostaste muito dele. E se ainda gostas, nao o deixes fugir. Mas mesmo assim ainda existe o outro moço nao e? Faz o melhor para ti.

Diana disse...

Incrível! (: