29 de Abril de 2011 ♥

terça-feira, 8 de junho de 2010


Pela primeira vez tive noção do que se passa à minha volta e pela primeira vez deixei que isso me afectásse de uma forma intensa.
Abri pela primeira vez os olhos e reparei em tudo o que acontece à minha volta enquanto durmo. Embora chore desesperadamente, e de uma forma tão profunda, nada me revolta. Apenas me causa tristeza, desânimo e tudo isso acaba por me desencorajar para tudo o que ainda terei de enfrentar. Não sei porque deixo transparecer a minha pessoa e tudo o que ela sente. Embora saiba que são os sorrisos daqueles que estão a meu lado que me salientam, os sorrisos nem sempre estão connosco, e essa é a verdade. Por mais belas palavras de força que nos sejam ditas, elas só terão o devido sentido se a pessoa a quem são dirigidas as encarar.
Todos as encaramos, mas existe sempre algo que nos faz deixar de acreditar nelas, algo que nos arranca o peito e leva juntamente toda a nossa alma, incluindo todo o nosso pensamento.
Torna-se tudo um ciclo vicioso de sofrimento, em que acabamos por não saber o que fazer, mas mesmo assim sorrimos pelos que amamos, porque é a eles que devemos a nossa vida, mesmo que eles não tenham feito nada por ela.
Que me sejam ditas mais palavras de apoio, mas não prometo nada. Promessas não existem.

8 + 1?:

Catarina disse...

Oh querida, pois as vezes custa e por mais esforço que façamos não conseguimos desfarçar o que sentimentos,pois isso reflecte-se nas atitudes que tomamos e na maneira como lidamos com o dia-a-dia.
Sinceramente hoje não tenho palavras que se podem comparar com as tuas, pois estou mesmo muito feliz e só me saem palavras alegres . Amanha ou assim comento melhor.

Beijinho *

Catarina disse...

Oh, que querida :$
Muito, muito obrigada. Tens sido bastante simpática comigo :)

Catarina disse...

Oh simplesmente identifico-me com os teus textos e tento dar a minha opiniao e ajuda da melhor forma.

Beijinho *

V'Andreia disse...

Tudo irá passar, à que acreditar :)

Beijinho*

V'Andreia disse...

E quando a outra pessoa não quer saber por vezes torna-se mais fácil esqece-la :)

V'Andreia disse...

Sim depende de muita coisa, mas o tempo cura tudo, ou quaze tudo :x

Isa Meireles disse...

Se nós não tivermos em que acreditar, não haverá esperança.
E a esperança é o único caminho branco que a vida nos oferece.
Não te aches sozinha ! Muitos, já existiram , outros ainda existem, e imensos ainda vão existir: nessa cama, nessas lágrimas, nesses lençóis, nessa fase.
Aprendi que a vida é um porto de chegadas e partidas, mas que acima de essas chegadas alheias, dessas partidas tão inesperadas, estamos nós. A idade é sempre mais propicia a complicações, mas , temos de querer crescer. Para crescer, não são precisas saudades das asas, pois essas, estarão sempre no nosso esplendor. Mas precisamos de crescer, para saber voar. E neste céu, que é a vida, haverá sempre sítios desconhecidos, sítios bons, sítios maus. Mas lembra-te : Há alguém a precisar do teu apoio, das tuas palavras, da tua lição de voo, por mais pequena que a aches, pode servir de muito.
Algo que precises, a minha janela está sempre pronta a receber-te.
Não chores porque o coração te obriga! Chora, porque te purifica a alma e te faz ganhar coragem para enfrentar algo de novo.

Tânia disse...

Andas a seguir-me ? :o
ADORO O QUE ESCREVES, e adoro-te a ti ainda + <3 (: