29 de Abril de 2011 ♥

domingo, 26 de dezembro de 2010

#5 - Carta para os teus sonhos

Uma carta para os meus sonhos? Acho que nos meus sonhos, ainda vivo no mundo encantado que julgava viver quando tinha 5 anos. Por um lado é bom, há sempre uma parte engrançada. Mas por outro, muitos dos meus sonhos têm algo de inesperado, coisas que nunca pensei que acontecêssem, mas que por vezes até gostava que as mesmas se tornassem realidade. Penso que os sonhos são a mistura de todas as imagens que já tivemos ao longo da nossa vida, sendo por isso mesmo, muitas vezes, disparatados e sem sentido. Não sei bem a definição correcta, mas neste momento é esta, a que mais certa me parece. Não tenho medo de sonhar, nem de ver aquilo que mais temo. Isso até é bom. Muitas vezes tenho vontade de adormecer e de sonhar para sempre, devido à confusão da minha realidade. Sonhar para sempre e resguardar-me da realidade que me magoa todos os dias, na fantasia de algo ou alguém. Se assim fosse, nunca teria problemas, nunca teria com que me preocupar, pois tudo seriam meros sonhos, sem sentido, apenas fantasia. Logo, de que me vale acreditar em fantasias? Sempre se estava melhor. Never mind, dreams will be always dreams.