29 de Abril de 2011 ♥

sábado, 22 de janeiro de 2011

Parabéns MELHOR AMIGA!

Quando somos confrontados com a dor, o nosso primeiro pensamento é de que estamos sozinhos, sem ninguém do nosso lado que nos possa confortar com um gesto ou palavra. De seguida, isolamo-nos no nosso próprio mundo, mais uma vez, à espera que alguém chegue e nos dê a mão.  Tu apareceste! De uma forma estranha, de um momento para o outro! Vi-te pela primeira vez algures em 2009, mas foi no ERE de 2010 que eu me aproximei de ti, chegando à conclusão de que devias de ser espectacular. Nem sequer nos conhecíamos, mas tu ajudaste-me, deste a mão a uma desconhecida e fizeste com que a mesma se levantasse e desse rumo à sua vida. Falámos imenso por mensagens, conheceste-me, e eu conheci-te a ti. Mesmo com uma distância de 48 km, ajudaste-me a lidar com as situações e ensinaste-me que o ser humano é mais poderoso do que ele próprio imagina! Aguardámos impacientemente a chegada da maior actividade de sempre: Pirinéus 2010! Aí sim, iríamos estar durante uma semana juntas, poderíamos fazer o que quiséssemos. Era o nosso momento! Momento esse, que aproveitámos da melhor forma, ainda que pelo meio e da minha parte existissem problemas por resolver. Conheceste-me numa das piores fases da minha vida e mesmo assim não desististe de mim, não deixaste que eu caísse de novo no chão sem saber o que fazer. Todos os dias, daquela actividade eu esperava ansiosa, pela parte do dia em que poderia estar contigo de novo! E cada vez que isso acontecia, eu mudava repentinamente o meu profundo estado emocional, quase depressivo, para dar lugar a uma vontade enorme de que todos os dias da minha vida fossem exactamente iguais àqueles. Todas as tuas palavras, originaram um confiante sorriso em mim. Deste-me a esperança que eu não encontrava há meses, fizeste os meus olhos brilharem como nunca e obrigaste-me a lutar contra aquilo que mais dor em mim causava. Tenho saudades tuas e viver longe de ti é uma eterna tortura. Não poder ouvir a tua voz todos os dias, a toda a hora é como se fosse surda, não poder abraçar-te cada vez que te sentes em baixo, ou vice-versa, é no mínimo frustrante.  Tornaste-te na melhor amiga que eu alguma vez tive e eu tornei-me completamente dependente de ti! E só o facto de não poder estar contigo hoje, faz-me sentir fútil. Fazes com que todos os dias, eu acorde e viva mais um dia, até chegar aquele em que poderei estar contigo de novo. Dás-me motivos para eu continuar a lutar para um dia estar contigo, incondicionalmente! Dás-me vida! A distância nunca irá separar o que nos une! Eu não quero, nem aguentaria isso! És perfeita e eu não percebo o porquê de ainda existir alguém que te consiga magoar, mesmo sabendo que não és merecedora disso! Eu não te quero perder, nem por nada deste mundo! Fazes-me bem! Se eu conseguisse demonstrar a toda a gente o quanto te amo, melhor amiga, talvez conseguissem perceber o quanto dói estar longe da pessoa a quem devemos a vida! Se eu pudesse ao menos, mudar a enorme injustiça do destino, faria com que a nossa amizade se unisse e finalmente se complementasse, com o facto de poder estar contigo. Se soubesses a quantidade de lágrimas que quase todos os dias eu derramo, no desespero de não conseguir chegar mais perto de ti. Eu descobri a fórmula química do que sinto, chama-se verdadeira amizade e faz-me ser o melhor de mim.
Eu amo-te melhor amiga e sou completamente Marianódependente. E nunca irei mudar isso!
Parabéns, e que ao leres isto, no final do teu dia, te sintas bem. E que para além disso consigas sentir, que eu estou contigo, bem perto de ti e que nunca irei deixar de o estar.